9 de dezembro – Dia da Bíblia

9 de dezembro – Dia da Bíblia

 

SEGUNDO DOMINGO DE DEZEMBRO DIA DA BÍBLIA

“Escondi a tua palavra no meu coração, para eu não pecar contra ti”. (Salmos 119.11)“Lâmpada para os meus pés é a tua Palavra, e luz para o meu caminho”. (Salmos 119. 105).

Essa deve ser a declaração de todos os cristãos diante da Bíblia, que é a revelação de Deus à humanidade e que, mesmo após mais de 20 séculos, continua viva e revelando aos homens a vontade perfeita e agradável do coração do Pai.

A palavra Bíblia significa “livros”, e vem do grego (língua em que foi escrito o Novo Testamento) “tà Bíblia” – ou seja, livros sagrados. O plural justifica-se, já que a Bíblia não é um livro somente, mas uma biblioteca composta de 66 livros, sendo que 39 pertencem ao Antigo Testamento e 27 ao Novo Testamento.

QUANDO SURGIU O DIA DA BÍBLIA

O Dia da Bíblia surgiu em 1549, na Grã-Bretanha, quando o Bispo Cranmer, incluiu no livro de orações do Rei Eduardo VI um dia especial para que a população intercedesse em favor da leitura do Livro Sagrado.

A data escolhida foi o segundo domingo do Advento – celebrado nos quatro domingos que antecedem o Natal. Foi assim que o segundo domingo de dezembro tornou-se o Dia da Bíblia.

No Brasil, o Dia da Bíblia passou a ser celebrado em 1850, com a chegada, da Europa e dos Estados Unidos, dos primeiros missionários evangélicos que aqui vieram semear a Palavra de Deus.

Durante o período do Império, a liberdade religiosa aos cultos protestantes era muito restrita, o que impedia que se manifestassem publicamente. Por volta de 1880, esta situação foi se modificando e o movimento evangélico, juntamente com o Dia da Bíblia, se popularizando.

Pouco a pouco, as diversas denominações evangélicas institucionalizaram a tradição do Dia da Bíblia, que ganhou ainda mais força com a fundação da Sociedade Bíblica do Brasil, em junho de 1948. Em dezembro deste mesmo ano, houve uma das primeiras manifestações públicas do Dia da Bíblia, em São Paulo, no Monumento do Ipiranga.

Hoje, o dia dedicado às Escrituras Sagradas é comemorado em cerca de 60 países, sendo que em alguns, a data é celebrada no segundo domingo de setembro, numa referência ao trabalho do tradutor Jerônimo, na Vulgata, conhecida tradução da Bíblia para o latim.

As comemorações do segundo domingo de dezembro mobilizam, todos os anos, milhões de cristãos em todo o País.
Fonte: www.sbb.org.br

A BÍBLIA NO MUNDO

A Palavra de Deus em 2.539 idiomas

“Esses esforços de traduzir a Palavra de Deus para todos os povos devem ser motivo de agradecimento a Deus.

No entanto é preciso ter em mente que existem mais de 6,9 mil idiomas no mundo e, há ainda inúmeras pessoas que não tem acesso à mensagem e aos valores bíblicos na língua que lhes fala ao coração”, avalia Erní Seibert, secretário de Comunicação e Ação Social da SBB ( Sociedade Bíblica do Brasil) e responsável pela elaboração do documento.

Relatório Mundial de Tradução de Escrituras apresenta os avanços dos trabalhos nessa área, que visam fazer com que a mensagem bíblica esteja ao alcance de todas as pessoas, na linguagem que lhes fala ao coração.

O continente africano lidera o número de traduções, com 743 idiomas em primeiro lugar, segue em segundo o asiático, com 618 idiomas.
Fonte: Revista a Bíblia no Brasil, Nº 235- Abril a Junho de 2012 – Ano 64

Vamos orar queridos temos muito a ser feito em relação á tradução da Bíblia, que geralmente uma tradução leva até 10 anos de estudo, pesquisas…!

Oremos para Deus levantar mais tradutores, e para que todas as nações alcancem essa Palavra tão gloriosa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*