Top

Igreja prepara cristãos para entrarem em campo com Cristo pelas Nações

Igreja prepara cristãos para entrarem em campo com Cristo pelas Nações

Concentração! Este foi o evento realizado neste fim de semana pela Igreja Batista Boas Novas, em Parque da Vila Prudente, São Paulo, para preparar irmãos da região a entrarem em campo com Cristo pelas nações. Representantes de igrejas de outras regiões do Estado de São Paulo também foram à IB Boas Novas neste sábado (15) e domingo (16) para ouvir testemunhos inspiradores de missionários de Missões Mundiais. Todos recebidos pelo anfitrião, pastor Vagner Vaelatti, que num gesto de amor à obra missionária entregou a igreja simbolicamente ao pastor Adilson Santos, coordenador estratégico do setor de Mobilização de Missões Mundiais.

A igreja, conhecida pelo seu constante envolvimento com a obra missionária, respirou missões ainda mais nestes dois dias em que, mais que informações sobre os campos onde atuam e irão atuar, missionários trouxeram uma convocação. Os obreiros convidaram todos a vestirem a mesma camisa e anunciar Cristo até os confins da Terra com seus dons e talentos, assim como eles têm feito.

Um judeu contou como se converteu ao cristianismo aos 17 anos e hoje tem anunciado Cristo através do jiu-jitsu no Oriente Médio. O esporte é para ele um cartão de visitas para criar relacionamentos de confiança e alcançar vidas que ainda não creem que o Messias esteve entre nós, morreu e ressuscitou por amor a todos os povos. Mikael enfrentou o desprezo da família e dos amigos, que não aceitaram sua conversão. Mas Deus lhe deu novos amigos em outra terra e sua mãe e seu irmão hoje também são do Senhor. E assim Deus tem feito uma obra tremenda através da vida de Mikael e de sua esposa e cinco filhos. Ele pastoreia uma congregação onde 6 anos antes de ele chegar ninguém se convertia a Cristo. Mas nos quatro anos em que ele está por lá, seis pessoas já tomaram sua decisão por Cristo. Um número que para os padrões brasileiros pode parecer insignificante, mas que para a realidade local é uma grande conquista.

Outro missionário que pretende usar o esporte como ferramenta de evangelização é o pastor Rodrigo Zulianni, um ex-jogador de futebol que, em breve, entrará em campo na Itália para reforçar o time de missionários naquele país que vive o drama do secularismo. País de onde veio um outro missionário, este mais antigo, pastor Fernando Pasi. Ele apresentou à IB Boas Novas seus mais novo projeto para anunciar o verdadeiro Cristo junto aos povos de diferentes nações que vivem na Itália: o Missão Móvel, que conta com um ônibus adaptado para percorrer o país levando o evangelho.

A igreja fez um verdadeiro “passeio” pelo mundo através dos testemunhos e mensagens dos missionários. Os irmãos conheceram ainda os desafios da América com toda sua religiosidade e sincretismo através da mensagem do pastor Elbio Márquez; o dinamismo e ousadia do projeto Radical África, com os integrantes de sua décima turma que seguirá ainda este semestre para aquele continente, a fim de atuar junto a comunidades islâmicas; e a coragem para arriscar a própria vida por amor aos povos da Ásia e Oriente Médio, de missionários como Ibrahim Baligh, Cheng Zhong e Mikhael Greenwald.

Cheng Zhong, um tricampeão brasileiro de taekwendo, impressionou a todos ao falar sobre o país para onde ele seguirá em breve. Naquela nação, considerada a mais fechada ao evangelho no mundo, cristãos são condenados a duras sessões de torturas ou ao paredão de fuzilamento. Por isso, Cheng Zhong, que já atuou por lá, usa pseudônimo. Ele pretende continuar usando em seu ministério o projeto com balões de plástico impressos com o evangelho de Marcos e que dentro, além de gás hélio, traz uma miniatura do Novo Testamento. Os balões são lançados entre os meses de abril e agosto, período de condições climáticas favoráveis. Por lá, a prática de comunicação por meio de mensagens enviadas através de balões é comum. É assim que a maioria dos refugiados se comunica com seus familiares que não conseguiram deixar o país, continuando numa realidade de extrema pobreza e constantes ameaças de morte.

O missionário lembrou que muitos podem se perguntar porque ajudar pessoas na Ásia, se aqui no Brasil também há fome. Segundo ele, a diferença é que aqui há fácil acesso aos famintos e necessitados. Ninguém é proibido de ajudar alguém. Por lá, quem for pego levando ajuda pode ser morto. Por conta da fome, há vários casos de canibalismo e açougues chegam a vender carne humana. Normalmente essas carnes são de corpos de defuntos que tentaram deixar o país por um rio.

Ele fez um apelo para que os irmãos colaborem com o projeto dos balões. Cada balão, já cheio de gás hélio e com o novo testamento tem o custo de R$ 4,90.

Missionários relatam sobre técnicas utilizadas na pregação do Evangelho

O pastor Vagner Vaelatti desafiou sua igreja a enviar uma caravana de voluntários até a fronteira com esse país para soltar balões com a mensagem do evangelho. Ele também anunciou a doação de enxovais para a décima turma do projeto Radical.

A mensagem de encerramento foi trazida pelo pastor Adilson Santos, descrito pelo pastor Vagner como um homem que tem missões em seu DNA. Emocionado com o grande carinho com que a igreja recebeu a JMM e com todos os desafios apresentados, ele pregou sobre “Aprendendo a pescar de maneira maravilhosa” e citou o grande evangelista Billy Graham, que disse que a técnica de evangelismo do terceiro milênio é a “face a face”.

“Seja qual for o seu ramo de atividade, use-o para glorificar ao Senhor”, disse o pastor Adilson.

O pastor Vagner agradeceu todo o envolvimento da igreja e pediu para que as informações não fossem guardadas como se tivessem passado num telejornal. Ele convocou a todos, após a concentração, a entrarem em campo.
Fonte: Junta de Missões Mundiais

Alan Dinali
No Comments

Post a Comment