Nem sempre você agrada a todos – Ev. Samuel Eudoxio

Nem sempre você agrada a todos – Ev. Samuel Eudoxio

Nem sempre você agrada a todos

“Se possível, quanto depender de vós, tende paz com todos os homens.” (Rm 12.18)
Mesmo querendo manter a política da boa vizinhança é impossível agradar a todos. As vezes deixamos de falar o que pensamos, de expressar a opinião acerca de algo para não aborrecer alguém, mas nem sempre isso é o suficiente. As pessoas querem mais. Seus posicionamentos devem estar acima de tudo e de todos. Se não for assim tornam-se “adversários” sem ao menos você saber o motivo.

O diálogo torná-se desnecessário porque sua mente já está cauterizada, de forma que o argumento alheio nunca será aceito. Isso é lamentável.
Quer agradar a todos? Impossível. Portanto seja você mesmo. Construa opiniões e sustente-as. Seja sensato, equilibrado, certo daquilo que é e quer. Se a tua vida sempre tiver que ser de acordo com “A” ou “B”, ela sofrerá a síndrome do camaleão. Você será uma marionete, um títere. Isso não te fará bem por muito tempo.
Há pessoas com sérios problemas de personalidade, que não se encontram em nada e nem em ninguém. Tornam-se doentes, insatisfeitas, incompletas, sem rumo e sem prumo. E enquanto vivem no mundo querendo se adapatar a todos, agradar a grande maioria, estão em busca de sua própria personalidade, que há tempos foi perdida em prol de pseudas amizades. Tome uma atitude.
Não espere retorno de todos. Cresça com as indiferenças alheias. Não se envolva tão rapidamente, isso pode frustá-lo. Ouça mais, fale menos. Valorize-se. Tenha amor próprio. Não seja egoísta ao ponto de se trancar e dizer que ninguém mais serve, mas siga o conselho do Ap. Paulo aos cristãos romanos: “Se possível, quanto depender de vós, tende paz com todos os homens.” (Rm 12.18)

Em Cristo,

Samuel Eudóxio

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*