Relacionamento cristão com os amigos do mundo – Adriano Silva

Relacionamento cristão com os amigos do mundo – Adriano Silva

Relacionamento com os amigos do mundo:
 
Como deve ser o nosso relacionamento com nossos amigos do mundo? Existem amigos verdadeiros no mundo?
 
“Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele.” 1 João 2:15
 
É difícil para você entender essa ordem de “não amar o mundo”? O apóstolo João nos exorta a não amarmos o mundo nem o que nele há, pois se amamos o mundo nos afastamos do amor de Deus. Mas, para entender bem isso, precisamos primeiro entender o que significa esse ‘mundo’ ao qual João está se referindo.
O mundo retratado aqui não é o globo terrestre, conhecido como planeta terra. Estamos falando do mundo como um sistema com seus costumes pagãos e libertinos, suas atrocidades, a propensão para o mal e a negação da cruz de Cristo.
 
1- Nós vivemos no mundo, mas não pertencemos a ele; nós convivemos com o mundo, mas não concordamos com ele; por mais que estejamos neste mundo, não podemos jamais esquecer que nosso lar é outro, que somos apenas peregrinos e que estamos aqui designados para uma missão em favor do Reino celestial. Quando o apóstolo nos exorta a não amar o mundo, nos ensina que não devemos ser condizentes com as coisas deste mundo “o atual sistema mundano”, não podemos ser influenciados pelas pessoas deste mundo; fuja da aparência do mal, porque nós é que devemos influenciar as pessoas que ainda não aceitaram a Jesus como seu Salvador a servir à Ele.
 
2- Não devemos “andar de braços dados” com este mundo (sistema), mas isso não significa que devemos ignorar as pessoas do mundo. Até porque, se estamos em um mundo estrangeiro com a missão de resgatar as pessoas perdidas, precisamos nos aproximar delas para apresentar-lhes o nosso mundo, o Reino eterno, o nosso modo de viver com Cristo e para Cristo.
Seja um grande exemplo de cristão assim como no Sl 1.1, relacionar-se com as pessoas é bem diferente de fazer ou viver as mesmas coisas que as pessoas do mundo fazem.
 
3- É por isso que o cristão não deve viver neste mundo para “acompanhar a moda (roupas cada vez mais imorais, sensuais), os hits (musicas chiclete), as gírias (besteiras, palavrões e duplo sentido) e etc…”, mas, sim, para mudar e transformar, ser um adorador de verdade cujo os lábios louvam ao Senhor, proferem palavras abençoadoras e verdade bíblicas que transformam vidas e famílias.
É para isso que fomos chamados: para fazer a diferença enquanto aqui vivermos.
 
Levar a bandeira de Cristo e recusar os prazeres carnais nos faz “anormais” perante a sociedade, e assim somos humilhados, rejeitados, desmoralizados, desprezados, caluniados, excluídos, debochados, maltratados, mas sabemos que a verdade é uma só: Cristo está conosco e tudo que sofremos por amor a Ele e à Sua obra tem uma recompensa na vida eterna.
 
“Se vós fôsseis do mundo, o mundo amaria o que era seu, mas porque não sois do mundo, antes eu vos escolhi do mundo, por isso é que o mundo vos odeia”, João 15.19
 
VIVA VENCENDO E CRESCENDO NA GRAÇA E NO CONHECIMENTO DE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO.
DE SEU IRMÃO MENOR ADRIANO SILVA
FIQUE NA PAZ DO SENHOR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*