“Se não recebi meu milagre, me torno um para as pessoas”, diz Nick Vujicic

“Se não recebi meu milagre, me torno um para as pessoas”, diz Nick Vujicic

Mais de 6 mil pessoas estiveram na Igreja Batista da Lagoinha neste domingo (20) para assistir a pregação de Nick Vujicic, palestrante internacional que esteve pela primeira vez no Brasil.

Vujicic nasceu sem braços e pernas por conta de uma doença rara chamada de “síndrome tetra-amelia”. Precisou aprender a superar as limitações físicas para viver uma vida normal.

Não foi fácil aceitar sua condição, ainda na infância ele pensou em suicídio e questionou a Deus muitas vezes por tê-lo criado com esta enfermidade. A resposta para suas indagações internas veio pela Bíblia, mas precisamente pelo versículos de 1 a 3 de João 9 que diz: “Caminhando Jesus, viu um homem cego de nascença. E os seus discípulos perguntaram: Mestre, quem pecou, este ou seus pais, para que nascesse cego? Respondeu Jesus: Nem ele pecou, nem seus pais; mas foi para que se manifestem nele as obras de Deus.”

Foi depois de ter o conhecimento de que poderia usar sua dificuldade para mostrar a manifestação da obra de Deus, Nick começou a viver diferente e aos 19 anos passou a ministrar palestras de superação.

Aos presentes na IBL e também a todos que acompanhavam o culto pela internet, Vujicic deu vários testemunhos e afirmou que a presença de Deus é tudo o que precisamos. “Temos um amigo que se chama Jesus. Ele nos ama e está sempre pronto a nos ajudar. Ele é generoso conosco e tudo o que precisamos nas nossas vidas é da sua companhia. Deus, como pai, tem o melhor para nós que somos seus filhos.”

A tradução da ministração foi feita por Ana Paula Valadão que pelo Twitter comemorou a igreja lotada e agradeceu ao palestrante pelas palavras de encorajamento. Em entrevista no dia seguinte, Vujicic afirmou: “Se não recebi meu milagre, me torno um para as pessoas”.

Assista o video : http://www.youtube.com/watch?v=476DwW8_JX4

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*